Desigualdade de Gênero Até na Problemática da AIDS

Neste primeiro de dezembro de 2010, o mundo inteiro volta a destacar a AIDS como sendo um mal com consequências que não param de se alastrar. A política de enfrentamento a AIDS é um dever de todos os segmento sociais e o SINDSEP está nesta luta contra a AIDS e as expressões de preconceitos que se sobrfessaem sobre as mulheres.

No mundo todo, as mulheres já representam 50% da população infectada e no continente africano, já são maioria, com 60%. A ONU aponta a desigualdade de gênero e todas as formas de violência contra as mulheres como fatores determinantes para o aumento da vulnerabilidade feminina à doença. Ou seja, as mulheres muitas vezes são forçadas a ter relações sexuais não desejadas e desprotegidas com seus parceiros. Além da violência física, outras formas sutis de opressão, como o preceito da fidelidade matrimonial, concorrem para a proliferação do vírus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco

Graça Costa, do SINDSEP de Quixadá (CE), é eleita Secretária Nacional de Organização Sindical da CUT