Assembleia de Ibicuitinga sinaliza possível Paralisação



Já era noite nesta quinta-feira, 24 de maio de 2012, quando terminou a Assembleia dos/as Servidores/as Públicos Municipais de Ibicutinga. Grande número de servidores/as participou da atividade que discutiu Tabela do PCR do Magistério, Insalubridade, Quinquênio, Adicional Noturno e Reajuste para servidores/as que percebem Acima do Salário Mínimo além do pagamento das diferenças do FGTS.

Mais uma vez contamos com a presença de Maria das Graças Costa que contribuiu com uma importante análise de conjuntura trazendo elementos de um Brasil que está em franco desenvolvimento tocando de forma incisiva na transformação das cidades. Segundo a Sindicalista, "o município de Ibicuitinga está na base de um Sindicato aguerrido e que tem influenciado debates em nível nacional e até internacional, por isso, estamos no cruzamento dessas mudanças e nossa voz efetiva no momento das decisões tem um grande peso."


Ainda segundo Graça Costa, os programas do Governo Federal fazem toda a diferença na vida dos municípios mas muitas vezes os entraves no Poder Executivo Municipal diminuem o grau de acessiblidade da população a todas as importantes conquistas das quais a Classe Trabalhadora é forte baluarte em níveis de luta.

A assembleia teve ainda um momento de agradecimento da Direção do SINDSEP pela expressiva votação na Eleição Sindical ocorrida em março desse e que renovou a Diretoria do SINDSEP. Segundo a nova Presidenta Neiva Esteves, o município de Ibicuitinga é parte importante de todas as conquistas da entidade ao longo desses 23 anos e definiu como prioridade  avanço da organização naquele município.

Como encaminhamento, ficou decidido que a Direção do SINDSEP solicitará audiência urgente com o Prefeito de Ibicuitinga para tratar de uma agenda que se encontra imperrada visto que direito adquirido é direito executado mas isso não vem acontecendo em Ibicuitinga. Se as negociações não avançarem até dia 15 de junho, uma Paralisação será realizada a fim de marcar posição defintiva frente a uma agenda de lutas dos/as Municipais que precisa ser respeitada.


Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco