Presidente da CUT Vagner Freitas prestigia Lançamento da Campanha Salarial da CONFETAM

GRAÇA COSTA (Presidenta da CONFETAM/CUT) apresenta juntamente com Vagner Freitas (Presdente da CUT) a Marca da Campanha Nacional da Confederação CUTista



No dia 13 de Novembro de 2012, em São Paulo, o Presidente da CUT Vagner Freitas participou do Lançamento Nacional da Campanha Salarial Unificada da CONFETAM para 2013 com o tema PREFEITO(A), NEGOCIA! 

No momento em que assistimos em todo o Brasil o desmonte de tantas Prefeituras, a CONFETAM vem com uma proposta ousada, o que aliás é a característica de suas campanhas salariais, haja vista o exemplo de proposições reivindicativas como PCCR para Todos e Todas, Fim do Assédio e Regulamentação da Negociação Coletiva que pautaram as lutas de 2012  e que pela força do debate e necessidade de conquista devem ser renovados na luta do próximo ano. 

Em 2013, a CONFETAM/CUT mobiliza os servidores e servidoras municipais do Brasil para, em uníssono, declarar PREFEITO(A), NEGOCIA! É hora de virar o jogo. 

A ousadia desse chamamento para 2013 é mais que oportuno e atende a uma necessidade estrutural dos próprios municípios que iniciam nova gestão e se deparam muitas vezes com as vísceras político-estrutural dos municípios à amostra com latente abandono dos serviços públicos essenciais à população.

Nessa trama toda, está em xeque a dignidade do(a) servidor) municipal e a decência do Serviço Público. São os agentes públicos que diariamente executam os serviços que são muitas vezes alvo de ataques em termos de retirada de direitos, perseguições políticas e a evidência mais forte de um problema que vem chamando cada vez mais a atenção da Sociedade que é o Assédio Moral no Mundo do Trabalho. A Classe Trabalhadora totalmente apercebida de tais intempéries vem reagindo prontamente. 

A Campanha Salarial Nacional Unificada da CONFETAM/CUT em 2013 serve como bússola para todos os(as) Municipais que organizados(as) em seus sindicatos devem fazer reais os objetivos da campanha que entre outras motivações tem a de que, a hora de virar o jogo nos municípios, deve ser também o DE MANTER DIREITOS E AMPLIAR AS CONQUISTAS DOS SERVIDORES E SERVIDORAS MUNICIPAIS DO BRASIL!

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco