Audiência Pública em Quixadá chama a atenção da Sociedade para os graves desrespeitos aos Direitos Humanos




Sabemos que o conceito e as declarações dos direitos humanos preconizam que HOMENS e MULHERES como indivíduo podem fazer reivindicações legítimas de sua liberdade. Os direitos humanos são uma ideia política com base moral e estão visceralmente relacionados com os conceitos de JUSTIÇA, IGUALDADE e DEMOCRACIA. Eles são uma expressão viva do relacionamento que deveria prevalecer entre os membros da Sociedade em que estamos inseridos e inseridas.

Os direitos humanos devem ser reconhecidos em qualquer país, desenvolvido ou em desenvolvimento, independentemente do sistema social e econômico que essa nação adota. 

Nenhuma ideologia política que não incorpore o conceito e a prática dos direitos humanos pode fazer reivindicações de legitimidade

A adoção pela Assembléia Geral das Nações Unidas da Declaração Universal de Direitos Humanos, em 1948, constitui o principal marco no desenvolvimento da ideia contemporânea de direitos humanos. 

Os direitos inscritos nesta Declaração constituem um conjunto indissociável e interdependente de direitos individuais e coletivos, civis, políticos, econômicos, sociais, sindicais e culturais, sem os quais a dignidade da pessoa humana não se realiza em sua essencialidade

Consciente, então, do papel de mobilizador sociossindical a ele reservado, o SINDSEP de Quixadá e Região, chama a Sociedade quixadaense e do Sertão Central cearense, para os graves desrespeitos que ora acometem os direitos humanos em suas expressões de Assédio Moral e Violência contra a Mulher, constituindo-se, portanto, temário central da Audiência Pública que será realizada na próxima sexta-feira, dia 07 de dezembro de 2012, a partir das 9h, na Câmara Municipal de Quixadá.

Essa audiência é resultado de reivindicação da Secretária da Mulher Trabalhadora do SINDSEP Maria das Graças Costa e que foi atendida pela Vereadora do Partido dos Trabalhadores de Quixadá Edi Leal.

Na oportunidade, Sociedade Civil e Servidores(as) Municipais discutirão com especialistas sobre a importância da defesa dos Direitos Humanos como parte constituinte da integridade da pessoa humana e do(a) Servidor(a) Público(a) Municipal, no combate constante ao Assédio Moral e à Violência contra a Mulher.

CONHEÇA AS(OS) PALESTRANTES DA AUDIÊNCIA PÚBLICA



Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco