CUT Ceará promove Análise de Conjuntura


As discussões aconteceram nos dias 04 e 05 de fevereiro de 2013 na sede da CUT-CE, em Fortaleza. Diretores apresentaram propostas para o plano.



A reflexão sobre a conjuntura política brasileira e o papel dos(as) trabalhadores(as) na sociedade é essencial para fortalecer a luta da classe trabalhadora. Por acreditar nisso, a CUT-CE promoveu, na abertura do planejamento estratégico para a atual gestão, debate sobre análise de conjuntura do país. Participaram das discussões o professor Dr. Josênio Parente, o assessor político da CUT-CE, Vicente Flávio, a Secretária de Relações do Trabalho da CUT Nacional, Graça Costa, além de representantes de entidades filiadas, que colaboraram ativamente com o debate.
Com foco no aniversário de 30 anos de fundação da CUT, o assessor político e mestre em políticas públicas pela UECE Vicente Flávio destacou a importância da Central na defesa dos direitos dos(as) trabalhadores(as) e o papel da Central no atual momento histórico. Vicente Flávio defendeu ainda a politização cada vez maior da Central como estratégia para fortalecer ainda mais a sua representatividade entre as categorias. “A CUT tem a obrigação de ser uma Central cada vez mais politizada e atuante”, destacou.
De acordo com a Secretária de Relações do Trabalho da CUT Nacional, Graça Costa, nos últimos 30 anos, a Central se tornou referência na luta pelos direitos dos(as) trabalhadores(as).  “Temos que nos orgulhar e ter consciência do valor da CUT na defesa dos direitos da classe trabalhista. Percebemos a importância da Central quando participamos de eventos internacionais e somos reconhecidos”, comemora.
Com a proposta de aproximar a academia do movimento sindical, o professor Dr. Josênio Parente apresentou histórico sobre o conceito de democracia, fundamentado na soberania popular e na construção do governo do povo.  Segundo Josênio, a CUT enfrenta desafios específicos da atual conjuntura política, como a concorrência do movimento sindical com as mídias sociais, por exemplo.
De acordo com a presidenta da CUT-CE, Joana Almeida, a análise de conjuntura é momento de formação importante para preparar os diretores para sair às ruas na defesa dos direitos da classe trabalhista. “É preciso  refletir sobre o atual momento político brasileiro. Dessa forma,  somos de capazes de entender mais claramente as causas das nossas lutas”, conta.

FONTE: CUT CEARÁ

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco