Saúde e Serviço de Limpeza Pública são alvos da Precarização da Terceirização em Quixadá (CE)




Enquanto o Brasil inteiro está mobilizado em campanha contra a aprovação do nefasto Projeto de Lei 4330 que tenta regulamentar a Terceirização em todos os ramos de atividade, os problemas produzidos pelo processo de Terceirização vem se acumulando no Serviço Público de Quixadá. 

A Saúde Pública de Quixadá que agora conta com uma cooperativa que intermedia a contratação de prestação de serviços de Médicos plantonistas para a Prefeitura de Quixadá até o presente momento não realizou o pagamento de salários do mês de julho. 
 
Todavia, a citada cooperativa DINAMICA - COOPERATIVA DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE LTDA, que recebe dinheiro da Prefeitura de Quixadá para realizar tais pagamentos até agora, de acordo com o PORTAL DA TRANSPARÊNCIA recebeu em seus cofres o valor de R$ 1.580.183,95.

Quando os recursos não dão pra pagar nem a folha de pagamentos o que dirá do financiamento da própria política de Saúde Pública. Esse é um retrato claro dos estragos da Terceirização que avança com furor no Serviço Público.

De acordo com Graça Costa (Secretária de Relações do Trabalho da CUT), "estamos na iminência de ver um dos maiores ataques aos direitos trabalhistas na História do Brasil com a onda das terceirizações. E quando isso chega ao Serviço Público o nível de estragos é maior porque ameaça toda um processo de conquista da Sociedade Brasileira que precisa dos Serviços Públicos de Qualidade. É por isso que precisamos enterrar o famigerado PL 4330 da Terceirização."


Em Quixadá, outro serviço público essencial é o de limpeza pública. Segundo Neiva Esteves (Presidenta do SINDSEP de Quixadá e Região) "a trajetória de humilhações que os Agentes de Limpeza Pública (garis) vem sofrendo só aumenta o flagelo desses trabalhadores. Estamos há quase 60 dias sem salários para os garis. A situação é desesperadora. Eles e suas famílias já estão passando fome."

Não dá pra entender essa situação dos garis de Quixadá tendo em vista que de acordo com o PORTAL DA TRANSPARÊNCIA a empresa que atualmente é responsável pela coleta de lixo em Quixadá, a CONSTRUTORA SAO JANUARIO LTDA-ME, recebeu apenas em junho de 2013 o repasse da Prefeitura de Quixadá da ordem de R$ 204.001,72.

A empresa foi procurada pelo SINDSEP para saber porque os salários dos garis não foram pagos. A resposta obtida foi: pagamos os fornecedores dos equipamentos de limpeza AO INVÉS DE PAGAR OS GARIS. Ou seja, a empresa quer que os garis continuem trabalhando COM FOME E SEM SALÁRIO. 

Sem salário, garis estão em desespero. Hoje foi oferecido pelo SINDSEP um café da manhã. Já estamos engajados com a população de Quixadá através das rádios e redes sociais para arrecadar alimento para os garis e suas famílias.

ESSE É O CENÁRIO DA PRECARIZAÇÃO PRODUZIDA PELA TERCEIRIZAÇÃO EM QUIXADÁ: Médicos sem salários e paralisados para defender seus direitos. RESULTADO: população sem atendimento de saúde; Garis de Quixadá sem salários e paralisados. RESULTADO: familiares passando fome e o lixo se acumulando nas ruas.


Diante do acelerado processo de instauração do caos no Serviço Público Municipal de Quixadá uma importante decisão foi tomada pela Assembleia Geral Municipal: no dia 30 de Agosto de 2013 QUIXADÁ VAI PARAR!

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco

Graça Costa, do SINDSEP de Quixadá (CE), é eleita Secretária Nacional de Organização Sindical da CUT