Mais uma "Maria" perde a Vida. ATÉ QUANDO?



A Secretária da Mulher Trabalhadora do SINDSEP, MARIA DAS GRAÇAS COSTA, se junta à família de Maria Auxiliadora Silva Colares que de forma violenta foi morta no dia 11 de Junho de 2014. 

Para a sindicalista a morte dessa mulher não pode ser considerada como mais um resgistro estatístico pois: 


"A violência contra as mulheres é uma clara discriminação e uma violação de direitos humanos. Temos assistido a manutenção da naturalização de uma cultura de violência contra a Mulher. Esse processo de violência causa sofrimentos indizíveis e perdas em vidas humanas e, devido a ela, um grande número de mulheres em todo o mundo vive com sofrimento e medo. A violência contra as mulheres impede-as de alcançar a sua plena realização pessoal, entrava o crescimento económico e compromete o desenvolvimento. A amplitude e a dimensão da violência são um reflexo do grau e persistência da discriminação que as mulheres continuam a enfrentar. Até quando incluiremos as "Marias" nessas estatísticas? É PRECISO DAR UM BASTA À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER."

De janeiro ao último dia 30 de maio deste ano, 117 mulheres foram assassinadas neste ano em todo o Ceará, conforme dados não consolidados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). 

As mortes ocorreram por motivos como crimes passionais ou por envolvimento com o tráfico de drogas. Foram 33 casos em janeiro; 15 em fevereiro; 32 em março; 17 em abril; e 20 em maio.

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco