Exemplo do SINDSEP inspira Entidades de Quixadá à Prática de Solidariedade



No ano 2000, em uma grande greve que agitou o município de Quixadá o SINDSEP deflagrou uma greve com os Garis que estavam com vários meses de salários atrasados. 

A entidade saiu com esses trabalhadores e trabalhadoras pelas ruas da cidade denunciando as mazelas da terceirização sem limites que oferecia aos garis à época péssimas condições de trabalho e salários atrasados.

2014. A história de se repete. Os garis com dois meses de salários atrasados chegaram a passar fome. 

O SINDSEP de Quixadá e Região aumentou o número de café da manha que, já realiza mensalmente. E, preparou 70 cestas básicas para doação aos garis e suas famílias.

Com esse gesto que já é prática durante os 25 anos de história dessa entidade, o SINDSEP chamou a atenção de pessoas, instituições e da imprensa para contribuir com a doação de alimentos aos garis. 

Com isso, temos duas rádios locais fazendo pedidos diários de doação de alimentos. Os estúdios das rádios já estão cheios devido à solidadriedade da população.

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhucadoras Rurais de Quixadá doaram grande quantidade de feijão que foi repartido de forma igualitária. 

Diretoras do SINDSEP que são representantes da Comissão Sindical do Distrito de São João dos Queiroz mobilizou toda a comunidade e assim, entregaram ao SINDSEP para imediata distribuição vários quilos de alimentos.

Parabéns a toda a Sociedade quixadaense que se solidariza com as vítimas "preferidas" da terceirização sem limites em Quixadá: os valorosos e valorosas garis.

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco