Ação de Governos Lula e Dilma contra a Corrupção faz Brasil melhorar no Ranking Global



Brasil fica em 69º no ranking global que mede a corrupção em 175 países



O Brasil ficou na 69ª posição, com 43 pontos, do ranking global da ONG Transparência Internacional (TI), que analisa a percepção da corrupção em 175 países em uma escala de 0 (extremamente corrupto) a 100 (muito transparente) e foi divulgado nesta quarta-feira. Em 2013, país ocupava o 72º lugar.
O Brasil divide a 69ª colocação com outros seis países: Bulgária, Grécia, Itália, Romênia, Senegal e Suazilândia. A nova edição do Índice de Percepção da Corrupção da TI, considerado um referencial na luta contra os crimes financeiros, coloca novamente Dinamarca, Nova Zelândia e Finlândia com as melhores notas globais, enquanto os piores colocados foram Somália, Coreia do Norte e Sudão.
Em relação à América Latina, Uruguai e Chile foram os melhores colocados, na 21ª posição com 73 pontos, seguidos por Porto Rico (31º - 63 pontos) e Costa Rica (47º - 54 pontos).
O índice anual da TI, que mede a percepção da corrupção no setor público de cada país através de vários estudos comparativos, destaca que o 69% dos países analisados tiveram pontuação inferior a 50 (58% dentro do G20) e que a média mundial é de 43 pontos.
Dinamarca, com 92 pontos, Nova Zelândia (91), Finlândia (89), Suécia (87) e Noruega (86) lideram a classificação, com variações pequenas em relação às últimas edições.
O relatório também ordena as regiões em ordem decrescente de transparência, situando em primeiro lugar a Europa Ocidental (66 pontos), seguida pelas Américas (45), Ásia-Pacífico (43), Oriente Médio e Norte da África (38), Europa Oriental e Ásia Central (33) e África Subsaariana (33).

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco