DIA 29 DE MAIO: Paralisação NACIONAL contra a Terceirização



Rumo à Greve Geral
Contra a Terceirização, as MPs 664 e 665 e o ajuste fiscal
Em defesa dos direitos e da democracia


Por que paramos?

Os deputados aprovaram o PL 4330. Você sabe o que isso significa para nós trabalhadores? Seremos demitidos. Estão rasgando a CLT. Trabalhadores registrados serão demitidos para que terceirizados sejam contratados em seu lugar. Quais as consequências? Fim do 13º, das férias remuneradas, do FGTS, do Seguro-Desemprego e da estabilidade no emprego.

Mesmo você que hoje é terceirizado, com o rebaixamento geral de salários e direitos, também será prejudicado. Para lutar contra essa tragédia para nós, os trabalhadores do Brasil, estamos parando. Se você é assalariado, participe dessa luta, cruze os braços, para que as conquistas históricas de nossos direitos sejam respeitadas por gente como o deputado Eduardo Cunha.

Direitos: Continuaremos a pressão contra a aprovação do PL 4330, que retira direitos de todos os trabalhadores ao permitir a terceirização sem limites, em todas as funções de qualquer empresa e setor. Também continuaremos mobilizados contra a Medida Provisória (MP) 664, que muda as regras para a concessão do auxílio-doença e pensão por morte, e contra a MP 665, que dificulta o acesso ao seguro-desemprego e ao abono salarial. Somos contra a política de ajuste fiscal que penaliza o/a trabalhador/a, que gera desemprego e recessão. Defendemos a taxação das grandes fortunas, como primeiro passo para uma reforma tributária em nosso País.

Democracia: Nossa luta também é em defesa da democracia, especialmente na mídia, que só mostra notícias que defendem os patrões que, por sua vez, visam cada vez mais lucros à custa do/a trabalhador/a. É contra o preconceito de gênero, raça e etnia, crença, orientação sexual, ideologia política e outras opressões.

Contra a Corrupção: Corrupção se resolve com reforma política, com a proibição do financiamento empresarial de campanha e não com golpe de Estado. Enquanto essa forma de financiamento não for proibida, o sistema político brasileiro continuará a seguir os interesses das empresas que financiam as campanhas, e não aos interesses do povo brasileiro.

Total apoio aos professores de todo o Brasil

Dia 29 de maio completa um mês do massacre da polícia do Paraná, comandada pelo tucano Beto Richa, aos professores e à educação. Total apoio às greves de professores que ocorrem em vários estados do País, esta luta é de todos nós.


Direito não se reduz, se amplia!

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco