RETROSPECTIVA 2015 - os passos da nossa luta - PARTE 3


EDUCAÇÃO DE IBARETAMA TEM VITÓRIA HISTÓRICA: ampliação de carga horária EFETIVADA!


Os servidores e servidoras da Educação de Ibaretama tiveram grande vitória nesse final de ano: a luta do SINDSEP de Quixadá e Região pela efetivação da carga horária, após muita negociação com a Prefeita de Ibaretama RESULTOU na aprovação da lei na Câmara Municipal.

Neiva Esteves (Presidenta do SINDSEP de Quixadá e Região) considera que: "há muito tempo lutávamos por essa conquista. Fizemos várias negociações com a Secretaria de Administração, com a Prefeita Elíria Queiroz, conversamos com vereadores e vereadoras porque compreendíamos que esses profissionais da Educação de Ibaretama mereciam mais esse reconhecimento. Nunca desistimos. E a gestão compreendeu enfim a grandeza do que foi feito. Parabens a todos e a todas que lutam juntamente com o SINDSEP por essa conquista!"








A dirigente CUTista, Graça Costa (Secretária Nacional de Relações de Trabalho), foi eleita vice-presidenta da Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), única mulher da atual gestão. Também foi eleito para a diretoria o dirigente da CUT Brasília e do Sindicato dos Empregados em Hotéis, Restaurantes e Bares (Sechosc), Leonardo Bezerra.
A eleição aconteceu em Assembleia Geral Ordinária no dia 26 de outubro.  Celso Napolitano, do Sinpro de São Paulo, e Jacy Afonso, ex-dirigente nacional e secretário de Formação da Fetec-CUT/CN, foram reeleitos para presidência e vice, respectivamente.
Na última gestão, a dirigente Graça Costa ocupou a suplência da Tesouraria, cargo que nessa nova gestão será ocupado por Leonardo Bezerra. Graça passa a ocupar a vice-presidência da entidade, que congrega mais de 600 sindicatos, federações, confederações, associações de trabalhadores e centrais sindicais. “O Diap é de extrema importância, é um órgão de assessoria que está ligado com os negócios do Congresso Nacional, fazendo um acompanhamento geral de todas as proposições contra ou favoráveis aos trabalhadores. O movimento sindical tem que usar melhor essa ferramenta que é estratégica pois está praticamente dentro do Legislativo”, explica Leonardo Bezerra.
Nessa gestão, Graça Costa afirma que vai investir muito na formação político-sindical no Diap para que a direção das entidades filiadas se inteirem sobre as atuais questões ligadas ao Legislativo. “É muito importante nesse momento em que o Congresso é dominado pelas forças empresariais, conservadoras, de direita, que realizam ataques aos direitos dos trabalhadores. Isso reflete o avanço do conservadorismo na sociedade, incentivado pela grande mídia. Fortalecer a formação, conhecer os projetos de lei e fazer debates dos temas que interessam à classe trabalhadora são importantes para contribuir na análise de conjuntura e na formulação de ações para barrar o retrocesso. Também vamos incentivar o processo de filiação ao Diap, para ajudar nesse enfrentamento que precisamos fazer com a burguesia”.
Confira a lista da gestão eleita para o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar:
Presidente:
Celso Napolitano (Sinpro-SP e Fepesp)
Vice-Presidentes:
Carlos Cavalcante Lacerda (CNTM-Força Sindical)
Jacy Afonso (Seeb-DF)
João Batista da Silveira (SAAE-MG)
Maria das Graças Costa (CUT Nacional).
Ricardo Nerbas (CNPL)
Superintendente:
Epaminondas Lino de Jesus (Sindaf-DF)
Suplente:
José Renato Inácio de Rosa (Federação Nacional dos Portuários)
Secretário:
Wanderlino Teixeira de Carvalho (FNE)
Suplente:
Mário Souto Lacerda (SAEP-DF)
Tesoureiro:
Izac Antonio de Oliveira (Fitee)
Suplente:
Leonardo Bezerra Pereira (Sechosc-DF)
Conselho Fiscal
Efetivos: 
Aluizio Firmiano da Silva Júnior (Sindicato Nacional dos Moedeiros)
Itamar Revoredo Kunert (CSB)
Pedro Armengol (Condsef-CUT)
Suplentes:
Arthur Emílio O. Caetano (Stiu-DF-FNU)
Flávio Werneck Meneguelli (Fenapef)
Landstone Timóteo Filho (Fitratelp)

Saiba mais sobre o Diap em www.diap.org.br




Chegamos à Edição 400 no Rádio



Convidamos a todos e a todas para fazer junto conosco a edição de número 400 do Programa SINDSEP em Ação. Sábado, dia 26 de Setembro de 2015, das 8h às 9h, na Rádio Cultura de Quixadá, AM 1080 ou pela internet no endereço www.am1080.com

O programa especial terá como tema MULHER, MÍDIA e POLÍTICA.

Contaremos com as presenças de SHEILA GONÇALVES (Secretária da Mulher Trabalhadora da FETAMCE); NEIVA ESTEVES (Presidenta do SINDSEP de Quixadá e Região) e GRAÇA COSTA (Secretária Nacional de Relações do Trabalho/CUT).



A História de um DIA DE LUTA





A narrativa dos acontecimentos do dia de hoje é de uma grandiosidade suprema mediante o feito pelos servidores e servidoras municipais de Quixadá. A Assembleia do dia 04 de setembro decidiu que hoje (10/09) as categorias com salários atrasados iriam ao Centro Administrativo PASTORAR A ENTRADA DOS RECURSOS DO GOVERNO FEDERAL E O QUE A PREFEITURA DE QUIXADÁ IA FAZER COM OS MESMOS.

Às 8h da manhã de hoje, a Diretoria do SINDSEP e os servidores foram ao Centro Administrativo. Receberam por resposta o silêncio costumeiro da Prefeitura.

A comitiva foi para a Câmara Municipal para mais uma vez pedirem a intervenção na situação difícil pela qual está passando servidores e população em geral. O Presidente da Câmara Municipal chamou a POLICIA para os trabalhadores. Suspendeu a sessão até que os servidores se comportassem. Que absurdo! Mandou cortar ainda o áudio para não ouvir vozes que discordassem dele.

Vereadores em pouco número chamaram a atenção do Presidente da Câmara para que ouvisse o servidor que está sofrendo com 70 dias de salário. Mas o Presidente insistia em continuar com sua pauta comum que naquele instante versava sobre a reforma de uma praça. Certamente isso para o Presidente era mais importante que a falta de comida na mesa de quem está há setenta dias sem ver a cor do salário.

SINDSEP insistiu na voz da Presidenta Neiva Esteves para que toda a Câmara fosse solidária com as categorias e que fizessem o dever de casa de intervir junto ao Prefeito para que essa situação fosse resolvida. Diante da contundência da Sindicalista todos os vereadores e vereadores se viram obrigados a desistir de votar requerimentos comuns. A Pauta da Câmara virou. O SINDSEP conseguiu tirar da cadeira os vereadores e foram para o Centro Administrativo tentar uma audiência com o Prefeito.

Após tentativas e indesistências do SINDSEP, enfim, a Audiência aconteceu. E por volta das 15h:30min desta quinta, o SINDSEP arrancou o pagamento dos servidores: NESTA SEXTA (11/09) será pago o mês de julho das 11 Secretarias em atraso e o mês de Agosto dos Aposentados e da Saúde. 

E ainda conseguimos derrubar o Parecer que previa descontar as faltas dos servidores que estavam paralisados por protesto. Na próxima quarta (16/09) haverá nova rodada de negociação para fechar outros pontos da pauta PORQUE A LUTA CONTINUA!



69 DIAS SEM SALÁRIO










SINDSEP de Quixadá e Região discute transformação social na Universidade





A parceria do SINDSEP com a FECLESC/UECE de Quixadá é histórica. E nos dias 26, 27 e 28 de Agosto, mais uma vez essa história se repetiu quando da realização do I Seminário de Pedagogia com a temática Pedagogia e Transformação Social.

A FETAMCE e o SINDSEP de Quixadá e Região contribuíram para a realização do evento que trouxe a Doutora em Educação Nita Freire que é viúva do patrono da Educação Brasileira, o inesquecível Paulo Freire.




SERVIDOR(A) PÚBLICO(A): MAIS OTIMISMO É PRECISO POIS HÁ MOTIVOS PRA CELEBRAR




Para a secretária de Relações do Trabalho da CUT, a servidora municipal Graça Costa, há motivos para celebrar nesta data. “Sem dúvida, temos uma conjuntura que oprime os servidores. Por outro lado, há a oportunidade de comemorarmos avanços que conquistamos. Se compararmos, por exemplo, a liberdade para a atuação sindical hoje, com 20 anos atrás, veremos que avançamos, não podíamos nem nos sindicalizar”, analisou a dirigente.
Graça reconhece as dificuldades enfrentadas pelos servidores federais mas lembra que há diferenças nas negociações e, por isso, houve êxito nas campanhas salariais em 2015. “Lidamos com cenários distintos, onde a conjuntura política é outra. Por conta disso, de uma forma geral, tivemos avanços específicos. A implantação do piso dos professores, por exemplo, tem sido uma vitória conquistada com a força dos trabalhadores”, exemplificou a dirigente, lembrando que ainda há limitações em algumas cidades. “Há municípios que não possuem sindicato ainda e ficamos à mercê da boa vontade dos prefeitos.”
Graça finaliza chamando a atenção dos(as) trabalhadores(as) e da Sociedade em geral: segue a mesma linha. “Se não houver mobilizações, não vamos conseguir deter a onda conservadora. Estão mexendo não só nos direitos dos servidores, mas nos direitos civis.”

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco