35 ANOS DA MORTE de Margarida Alves




"Margarida Maria Alves, minha saudosa e querida MÃE. Agradeço a Deus por ter me dado uma Genitora tão amável, destemida e companheira. Do Sangue de Margarida surgiram muitas outras Margaridas. Jamais se Mata um Idéia. Margarida vive na mente e no coração de todas trabalhadoras e trabalhadores do campo e da cidade! É melhor morrer na luta do que morrer de fome! Que saudades sinto de minha Mãe, ainda hoje sinto as marcas deste crime covarde e Hediondo. 35 anos de IMPUNIDADE....Vergonha Nacional é Internacional! A minha Gratidão a todos que mantém viva esta Idéia chamada Margarida Maria Alves. Eu te amo minha Mãe. Estás na minha mente e no meu coração. Abraços aos companheiros e camaradas."

(FONTE: texto de ARIMATEIA - Filho Único de Margarida)



Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco