Após grande repercussão, Concursado de Quixadá pede desculpas por ter ofendido Presidenta do SINDSEP



Piranha e Vadia. Foi assim que um concursado de Quixadá chamou a professora municipal, casada, mãe de três filhos, advogada e Presidenta do SINDSEP de Quixadá, Neiva Esteves, através de um áudio que logo tomou conta de grupos no Whatsapp. A repercussão contra essa violência moral, em pleno mês de agosto que trata do combate à violência contra a mulher, foi imediata.

O Conselho Diretor emitiu Nota de Repúdio defendendo a honra de sua liderança que tem grande respeito da Sociedade de Quixadá, Ibaretama, Banabuiu, Choró e Ibicuitinga, onde o SINDSEP atua bem como tem reconhecimento nacional e internacional quando foi premiada por um trabalho acadêmico na defesa dos trabalhadores, especialmente, das mulheres. 


As redes sociais,Facbook e Whatsapp, foram usadas por inúmeras pessoas gravando vídeos e enviando mensagens em apoio à Neiva Esteves. Blogs regionais, emissoras de rádio e lideranças estaduais também se posicionaram acerca disso que foi considerado ofensa grave à honra de uma mulher.

Neiva Esteves gravou um vídeo parabenizando os concursados por mais uma etapa vencida nessa luta pela convocação do Concurso de 2016 ao mesmo tempo em que externava sua tristeza pelo fato ocorrido. O vídeo que a sindicalista postou em sua página pessoal no Facebook já se aproxima de duas mil visualizações, tamanha foi a repercussão. 

Um dia depois, em 24 de agosto, o concursado Manoel Machado Bezerra foi no facebook de Neiva Esteves e postou um texto reconhecendo seu erro e pedindo desculpas. Veja a mensagem:

 "Sou Manoel Machado, o rapaz que gravou o áudio ofensivo dirigido a senhora Neiva Esteves no dia de ontem 23-08-2018. Venho a publico pedir desculpas pelos atos em palavras pejorativas e desqualificantes, em um momento de estrema euforia e desabafo apos um longo período de espera, este fato lamentável se deu logo apos a divulgação da sentença do concurso. não e coerente e nem tão pouco prudente este tipo de atitude. também gostaria de esclarecer o fato de uma possível ameaça, pós jamais fiz isso, o que falei no inicio do áudio foi uma oposição dentro de um cenário politico. Em uma democracia fiz oposição e não amaças. Gostaria de pedir desculpas não só a senhora Neiva Esteves, como também a todas as mulheres, como homem foi irresponsável nos meus atos. Gostaria de reforçar meu pedido de desculpas a todos, e fico a disposição da senhora para uma conversa particular se assim achar pertinente, bem como comparecer a justiça se assim convocado para prestar quais quer esclarecimento. Minhas sinceras desculpas."



Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco