SINDSEP, ACE e ACS: uma história de Confiança, Lutas e Conquistas



Na História de 29 anos de muita resistência do SINDSEP de Quixadá e Região, dada a pluralidade da representatividade sindical dos(as) servidores(as) municipais que fazem parte da nossa base de atuação em Quixadá, Ibaretama, Banabuiu, Choró e Ibicuitinga, podemos destacar o protagonismo de muitas categorias haja vista que todas elas são aguerridas e de luta. 

Importante, portanto, destacar aqui a trajetória de muitas lutas e de muita resistência dos Agentes de Endemias e Agentes Comunitários de Saúde que, por exemplo, em Quixadá, em sua grande maioria, estão filiados a nossa entidade. Isso se dá, sobretudo, pela acolhida sem reservas que o SINDSEP faz a essas duas categorias bem como pela clareza que eles mesmos tem de que somente juntos e juntas SOMOS FORTES.

 
AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS
Quando ainda eram contratos temporários, o SINDSEP abraçou a luta dos Agentes para uma árdua e necessária empreitada para que a Administração Municipal os reconhecessem através da Emenda Constitucional 51, incorporando mais de 40 Agentes de forma definitiva no quadro efetivo do Serviço Público Municipal.
A luta que estava só começando teve ainda outro importante capítulo que foi a busca da aprovação e efetivação do Piso da Categoria o que era muito justo haja vista a importância singular dos Agentes.
Conquistamos o Adicional de Insalubridade em um percentual de 40%.
Defendemos e conquistamos numa segunda etapa, a efetivação de mais 11 Agentes.
As Condições de Trabalho não ficaram esquecidas, a exemplo, de 2010, quando fizemos paralisação por fardamento, bolsa para portar materiais bem como outros equipamentos necessários.
Conquistamos a GEDEC em 2014 e estamos em luta pelos reajustes da mesma em 2017 e 2018.
O Piso foi conquistado em 2015 mais não ficamos satisfeitos e sempre buscamos avançar na campanha salarial. Conseguimos os reajustes do Piso em 2016 (5%), 2017 (5%) e 2018 (3%).
A LUTA CONTINUA POR: Condições de Trabalho; PQA-VS para rateio entre os Agentes; Horas Extras (pagamentos ou folga); Horário Corrido em períodos de intensa temperatura; Cursos de Aperfeiçoamento Profissional e Implantação do PCCS da Saúde.

AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE
Em 2014, recebemos em nossa entidade aumentando ainda mais as fileiras da luta e da resistência os(as) Agentes Comunitários(as) de Saúde. A atenção básica ganha muito com o excelente trabalho desses Agentes haja vista que são uma grande categoria estratégica para o sucesso do Programa Saúde da Família.
Conquistamos o Piso da Categoria e os seus devidos reajustes em 2016 (5%), 2017 (5%) e 2018 (3%).
Incorporação do Incentivo de  30% no salário base através de lei específica.
No período de Férias e quando estavam de Licença Médica não recebiam um Incentivo. Com a luta do SINDSEP, as ACS começaram a receber regularmente, independente de férias ou licença. 
PMAQ: lutamos por isso desde 2010 e conquistamos em 2016. 
Piso: em julho de 2015 conquistamos o Piso, recebendo então, o pagamento do mesmo referente a dois meses (agosto e setembro). Nesse momento, travamos uma luta com a gestão municipal porque ela queria suspender o pagamento e só reiniciar em janeiro de 2016. Com muita resistência, então, o SINDSEP impediu que tal desastre acontecesse.
A LUTA CONTINUA: Condições de Trabalho; Transporte para Deslocamento no trabalho diário (motos); Cursos de Aperfeiçoamento Profissional e Implantação do PCCS da Saúde.

 



Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco