ENCONTRO ENTRE SINDSEP E CONCURSADOS DE 2016 CELEBRA UNIDADE NA LUTA PELA CONVOCAÇÃO JÁ!



No dia 28 de setembro, na sede do Sindicato, o encontro realizado entre a Direção do SINDSEP e Representação dos Concursados de 2016 de Quixadá apontou a unidade de ambos na luta pela convocação do concurso que foi recentemente homologado pelo gestor interino de Quixadá tendo como é o melhor caminho a seguir, a busca por uma entidade histórica que através da força e compromisso por um serviço público de qualidade, tem contribuído pela qualidade de vida de muitos servidores.

De acordo com Neiva Esteves (Presidenta do SINDSEP), a reunião com a representação atendeu ao objetivo de oferecer informações sobre o Estatuto dos Servidores, instrumento pelo qual será regida a vida trabalhista dos novos concursados. 

Ainda segundo a sindicalista "a convocação dos concursados é a oportunidade que o município tem de oxigenar seus quadros trazendo sangue novo para a continuidade dos serviços públicos", enfatizou Neiva.

Tão logo o "sistema de comunicação" ficou sabendo do bem-sucedido encontro entre SINDSEP e Concursados, essa tal imprensa marrom de Quixadá lançou em mais um de seus textos disseminadores de ódio a típica pergunta retórica própria desse "sistema de comunicação" cuja linha editorial sofre de severas limitações intelectuais, acerca de onde estava o SINDSEP de Quixadá na luta dos concursados de 2016. Pois bem, de forma sintética responderemos ao questionamento em apenas três tópicos:

1 - O SINDSEP estava no Ministério Público buscando a efetivação de um Termo de Ajuste de Conduta, sugerindo que para reorganizar os serviços públicos de Quixadá, fosse realizado um Concurso Público, tendo em vista que esta é a forma correta de entrada no Serviço Público;

2 - O SINDSEP estava na Câmara Municipal juntamente com os aprovados exigindo que os vereadores respeitassem o Concurso Público e que revogassem o Decreto que retirou a homologação do certame, entendendo que era um absurdo prejudicar mais de 700 pessoas que por seu mérito obtiveram a aprovação;

3 - O SINDSEP estava e esteve em todas as audiências com a administração municipal questionando a postura da gestão que revogava a homologação sendo que, diante de todas as apurações do Ministério Público nada há que configure a ilegitimidade do certame. 

O "sistema de comunicação" com sua obsoleta linha de disse-me-disse, enfadonha ao longo dos anos por suas escolhas cujo partido não é o cidadão mas seus interesses, tem feito com suas matérias uma verdadeira rede de intrigas criando constrangimentos e atitudes odiosas em alguns concursados.

O objetivo desse tabloide é apresentar o Sindicato como inimigo dos concursados, criando obstáculos à sintonia que pauta a unidade entre Sindicato e concursados na defesa da legitimidade do certame.

Mas a campanha de ódio desse "sistema de comunicação" de Quixadá, cuja sanha de desserviço para com a população já se conhece há muito tempo não se sustenta e é logo desmentido pela História do Sindicato que apresenta, anualmente, aos prefeitos dos municípios que a entidade representa, sua pauta da Campanha Salarial, cuja realização de concurso é uma bandeira de luta permanente. Portanto, só temos a ganhar com a chamada dos concursados.

Postagens mais visitadas deste blog

Janeiro Branco